HOME   |   CURRICULUM   |  LOJA   |   MODA   |  SPFW   |   POAFS   |  i-COLOUR   |  i-PHOTOS   |  i-BLOG   |  CONTATO  

O CONCURSO

  Parece brincadeira, mas preciso descrever como tudo isso começou...
  Um dia, na cadeira de “Pesquisa e Interpretação de Moda” lá na UCS, a professora Adriane Conte convida os alunos do curso para participarem do concurso que visava mudar a roupa dos agentes de trânsito e transportes de Caxias do Sul – RS.
  Ok, ouvi o convite atentamente, mas não dei muita bola.
  No mesmo dia, pela noite, passei pelo auditório Aldo Marelli (onde seria a reunião) e avistei poltronas fofas...ahhhhhhhh, era ali mesmo que eu tava precisando descansar.
  Quando me dei por conta já havia começado a reunião.
  Well, já que estamos aqui, vamos pelo menos anotar as questões.
  Ok, abro minha mochila, pego uma folha e caneta e começo minhas anotações.
  Tb tiro algumas fotos, em caso de dúvida nas roupas dos agentes.

  Quando olho no relógio...ups! 20:30h tenho que ir pra aula de Marketing.
  Deixo meu nome, e-mail e telefone para contatos e notícias...
  E lá fui eu...deixei a reunião – que ainda não tinha acabado – e fui fazer um trabalho com o professor Odayr Ozelame.
  Passam os dias, e nada sobre o regulamento, mais dias e nada.
  Já estava desanimada com a coisa, sem vontade de fazer.
  Recebi um e-mail (finalmente!) com as atas e sobre o “tal regulamento” do concurso.
  Dei uma olhadinha rápida, e resolvi fazer uns desenhos com as idéias que iam chegando.
  Passam-se algumas semanas, marco reunião com a EPTC em Porto Alegre.
  Passa-se mais uma semana e vejo minhas colegas com o trabalho quase pronto e eu nada!
  Finalmente chega a reunião na EPTC, falo com o Cristiano, responsável pelo setor dos uniformes. Ele me deu boas dicas de tecido, cores, normas,...
  Resolvo fazer pesquisa na internet...ahhhhhhhhhh a internet! Bendita seja!
  O Google passa a ser meu amigo número 1.
  Vejo guardas dos EUA, Japão, Irlanda, Holanda,Irlanda, Eire, Zeire, Uruguai...quase todo o mundo! Mas acabei adotando como inspiração a guarda Londrina.

  Faço pesquisa de cores com meus amigos – pela internet- , principalmente com os homens. Estava em dúvida entre verde ou amarelo.
  Alguns até citaram o rosa, pode?!!!
  Passam-se mais umas semanas e eu não muito impolgada.
  Well, era sexta-feira, e eu teria de entregar na segunda todo o trabalho.
  Preguiça... “sai desse corpo que não te pertence!”
  Não adiantou, fiquei de bobeira.
  Sábado, as 4h da tarde resolvi sentar no micro e desenhar TODOS os desenhos no Corel Draw. Complicado!
  Já era 4h da madrugada de domingo...eu já não enxergava mais nada!
  Tenho que agradecer meu amigo Gabriel Torres que foi quem conseguiu me fazer rir por alguns instantes na madrugada enquanto trocávamos e-mails sobre a vida e sobre sites de música.
  Durmo, acordo meio dia de domingo para o tradicional almoço em família (na casa da sogra)...come, bebe, falam, gritam, barulho do ventilador do sogro, comida,... típico!
  Três da tarde, tenho que ir embora e continuar o trabalho.
  Mais desenhos no computador, ajusta daqui, mostra dali...nem eu sabia que sabia fazer tudo isso!!!Meia noite e eu estava “podre” de cansada, mas a vida é isso!
  Quem manda deixar pra última hora! Tooooooooma!
  Cheguei a mandar um e-mail pra professora Adriana dizendo: “não sei se vou conseugir acabar o trabalho, mas se eu acabar, tenho pena dos concorrentes, por que ta muito bom meu trabalho!”
  Não que eu estava me convencendo, mas estava muito bom mesmo! Acho que se eu tivesse feito com mais calma ficaria melhor.
  Quando olho o relógio do micro: 6h da manhã de segunda...ai, ai, ai, que loucura.
  Já não me governo, meus dedos gastos de tanto digitar e clicar no mouse...help!
  Preciso dormir...mas faltam ainda 8 croquis!
  Não dá, preciso parar. Vou dormir.
  Tento dormir no quarto, não consigo... vou pra sala.
  Dormi 1h!!!!!!!! E não conseguia dormir mais.
  Então, se faltam 8 croquis, pelos meus cálculos não sairia de Porto Alegre antes das 15h pra ir levar o trabalho pra Caxias.
  Vamos lá, azar!
  Acho que baixou a “pomba gira”...sei lá que milagre aconteceu!
  Eram 11h da manhã de segunda e eu tinha acabado os croquis (clique na imagem para ampliar).


  Acho que quando a gente fica empolgado e excitado e bota na cabeça que tem que ter determinação, a gente consegue tudo e vai em frente.
  Força!
  Tomo banho, saio pra tirar cópia de todo o trabalho (56 folhas), gasto uma fortuna em xerox colorido dos croquis... entro no carro e let’s go!
  Calorão i-n-f-e-r-n-a-l na estrada, meu marido suaaaaaaaaaaando coitadinho.
  Ahhhhhhhh meu marido, se não fosse ele eu tenho certeza de que não teria conseguido ganhar esse prêmio!
  Ok, chego no Campus 8 da UCS, ainda vou na biblioteca consultar o guia de pantones para ver a cor exata do amarelo que quero para os agentes.
  Achei!
  Suspiro!
  Coloco tudo num envelope enorme, dou um beijinho, peço a Deus que ilumine o trabalho e Game Over.
  Acabou. Fabrício, meu amor, me leva de volta a capital.


  Chego exausta.
  Seja o que Deus quiser, e o que os jurados escolherem!! Ehehhehe
  Passam-se mais uns dias e finalmente a professora diz o resultado.
  Dentre os 5 trabalhos escolhidos, lê meu nome por último e dos cinco diz: Parabéns Iasmine, o trabalho escolhido foi o teu!
  Coração explode de tanto tum-tum-tum, olhos cheios d’água. Não ouço mais nada, não vejo ninguém! Pego meu telefone, ligo pro marido e conto a novidade.
  Levei uma hora pra me dar conta do que tinha ganhado de prêmio. Eu tava mais feliz pelo fato de ter ganhado meu primeiro prêmio, sendo que era a primeira vez que eu participava de um concurso!
  E pior, me dei conta que eu ia pra SPFW (São Paulo Fashion Week)!
  OK, calma, muita calma nessa hora, respira fundo que a vida continua.
  Abaixo os look’s e partes do meu trabalho (parte técnica). Tb o novo logotipo que eu fiz e que vai circular nos veículos (motos, carros, vans,...)


SPFW - janeiro/2006



  Sábado, chego cedo em SP.
  Sp é um mundo a parte dentro do Brasil!
  Os Jardins são um mundo a parte dentro de SP.
  Imagine vc, ao chegar, presenciar 2 Ferraris andando livremente em menos de 2 minutos. Só mesmo em SP. Harley Davidsons aos montes!!! (sou apaixonada)
  Abaixo um Dodge Viper, meu marido ama!


  Logo após ter me instalado no hotel, fui a cata dos convites.
  O primeiro foi na loja do Jefferson Kulig. Nossa, uma maison linda, clean, elegante.
  Me trataram muito bem mesmo!


  Em seguida me dirigi a rua mais chique de SP, quiçá do país! Estava lá, linda e loura, ou melhor, linda e chique, Rua Oscar Freire.
  Todas as melhores lojas estavam lá. Nas Oscar Freire e arredores. Um luxo só!
  Logo fui na Osklen, pois o dono, Oscar Metsavaht deixou em meu nome outro convite.


  Após isso, fui na loja do Lino Villaventura pegar meu convite. Não acharam. Que desorganização. Fiquei sem esse, azar! Eu estava adorando SP.
  Por fim, fui na assessoria de imprensa do Ronaldo Fraga (que eu adoro) buscar mais um convite...quem disse que trabalhavam no sábado????
  Me ralei, ou melhor, me ralaram! Não faz mal, estão me devendo para o próximo SPFW!
  Depois de tudo isso, volto pro hotel (cansada de tanto caminhar) e fomos almoçar com nossos padrinhos de casamento já que o desfile do Ronaldo Fraga não “rolou”.
  Após esse luxo todo (Jardins), demos mais umas voltas no bairro e paramos para tomar um sorvete na Haagen-Dazs! Muito chique benhê!!! Hehehehehe
  * Berço das mais badaladas marcas, a Rua Oscar Freire tornou-se referência paulistana quando o assunto é moda. Conhecida pelo refinamento de seus estabelecimentos, localizada em bairro nobre, a Oscar Freire reúne em seus nove quarteirões restaurantes sofisticados, luxuosas lojas de alta costura, sapatarias, joalherias, ateliês e cafés. Tudo voltado para um público de classe alta, selecionado, que procura tendências nacionais e internacionais.

  Voltamos pro hotel quase mortos de tanto caminhar, descansamos e eu fui ver o desfile da Osklen. Bemmmmmm legal! Mas eu estava meio catatônica, acho que nem aproveitei direito.
  Já que o convite do Lino, para domingo, também não rolou, fomos fazer um city tour histórico pela cidade que estava a beira de completar 452 anos.
  Havia de tudo, “Sampa” é um mix de gente, de cultura, de tudo! Adorei!
  O famoso bairro japonês, Bairro da Liberdade, é bem legal. O Mc Donald’s, A Caixa, o Itaú, as lojas, tudo escrito em japonês tb.

  Vimos de tudo, praças, teatros, bancos, a Bovespa, a praça e catedral da Sé, vimos a casa da Marquesa de Santos, o mosteiro de São Bento,...
  Passamos por várias ruas e bairros do Banco Imobiliário...muito engraçado!
  Um passeio muito interessante, mas ainda preciso ir mais vezes pra SP conhecer tudo o que quero.
  Depois e almoçar, mais caminhada, agora em direção à Av. Paulista. Visitamos algumas feiras de antiguidades, e o MASP. Obras incríveis. Picasso e Renoir faziam parte do acervo.
  * Localizado na Av. Paulista, o MASP tem por finalidade incentivar, divulgar e amparar as artes de um modo geral, em especial, as artes plásticas. Reúne em seu acervo obras de artistas como Rafael, Boticelli, Rembrandt, Goya, Van Gogh, Monet, entre outros. É o primeiro centro cultural de excelência do país. Recebe inúmeros eventos artísticos relacionados à Pintura, Escultura, Gravura, Arquitetura, Design, Moda, Música, Dança, Escola, Teatro, Cinema, Workshops, Lançamento de livros e Conferências.
  Andamos muito mesmo! Fizemos comprinhas, nada de mais.

  Muito calor!
  Chegamos no hotel esse dia muito cansados, já era noite.
  Na segunda, o check out era as 12h, então resolvemos dar mais umas voltinhas na Oscar Freire para umas fotos e também fomos na Rua Augusta na loja da Harley, e nas de carros que tinham Porsches, Ferraris, Dodges, Mercedes,... toda a gama super luxo que existe.
  Voltamos pro hotel, nos arrumamos tomamos um banho, fomos almoçar com um amigo de meu marido que nos levou na Fnac, logo após. Uma loja que vende coisas tecnológicas e livros tb. Super legal.
  Seguimos em direção ao Parque do Ibirapuera, onde tem a Bienal, local da SPFW.


  Com os “passes” na mão foi fácil de entrar. Tinha gente implorando por um...e eu tinha!! Hehehehe
  Asistimos todos os defiles do dia, circulamos por tudo, vimos gente de tudo quanto é tipo, vimos gente famosa, modelos famosos, pessoas amigas,... ambiente legal, mas uma maratona cansativa.
  Acaba desfile, corre para outro, e assim vai.

  Quem não entra nos desfiles consegue ver pelo telão tudo o que se passa em tempo real.

  19:30h, desfile do Jefferson Kulig no MAM.

  Fomos lá, afinal tínhamos os convites e certamente eu não perderia por nada desse mundo, pois o Jefferson é um homem muito legal, tímido, atencioso, elegante, e me atenderam muito bem quando fui buscar meu convite.
  Forma-se uma fila e aparecem ícones de SP que talvez eu não conheça, mas que certamente aparecerão numa “Caras” da vida, pois foram clicados diversas vezes.
  Ao entrar no MAM, avisto a Constanza Pascolato!
  Impecável, sempre de preto e branco, pq é chique e nunca sai de moda. Cores do inverno 2006 aliás.
  Me acomodo no lugar marcado, mas não agüento, fui falar com ela e tirar uma foto.
  Ela, falando baixinho (coisa de gente chique), retoca o batom para a foto enquanto conversamos um pouco. Uma de corpo inteiro (fácil, pq ela é do meu tamanho) e outra de perto!
  Trocamos algumas confidências, rimos um pouquinho e tiramos a foto.


  Entramos pro desfile...aquilo não só era desfile, era arte! Jefferson querido, vc está de parabéns!
  O engraçado é que depois que começa, o desfile dura no máximo 15min, é muito rápido!


* antes do desfile


* final do desfile


  Fico imaginando o meu dia...longos meses de trabalho expostos só em 15 min! Preciso estudar mais isso!!!
  Não conseguimos ver os dois últimos desfiles por causa do Vôo, mas valeu a pena pela experiência.
  Adorei a SPFW, amei SP, ainda mais com a companhia do meu querido marido.
  Certamente voltarei!


      Agora tô precisando de férias!!!


      Beijokas e até o próximo SPFW



  *ps.: todas as fotos são do meu marido, direitos autorais dele!








.
Resolução Mínima de 800x600 © Copyright 2006, IZZOSTYLE - design by Ingue Peruzzo